Now Playing Tracks

Creio que todas as pessoas têm manias, certo? Bom, como toda pessoa normal, tenho as minhas. Tenho mania de esperar o inesperado, de imaginar coisas que jamais poderiam acontecer comigo, lembrar de coisas no meio do dia que já aconteceram comigo e que me trazem certa nostalgia. Às vezes eu sonho algo que não sei bem se vai acontecer, e fico triste por algo que mal aconteceu. Também fico observando as pessoas, às vezes tento ficar imaginando o que será que elas estão pensando, sentindo, ou se sentem o mesmo que eu naquele momento, penso se todas pessoas pensam o mesmo que eu, ou até mesmo acreditam no mesmo que eu; pois sim, eu acredito em conto de fadas, acredito que todas as pessoas que chegam na minha vida vão ficar pra sempre, e eu queria que todas as pessoas fossem igual a mim, acreditasse no que eu acredito, mas infelizmente as coisas não são como desejamos, mas um dia eu creio que encontrarei alguém e esse alguém quebrara todas as dúvidas, que as pessoas tem sobre o príncipe encantado. Às vezes eu penso, será que alguém já teve essas mesmas dúvidas que eu? Alguém já procurou um proposito para sua vida? Parece clichê, mas eu acredito em um final feliz. Acredito que as pessoas podem encontrar seu par perfeito e que vão ficar juntos até o fim de sua vida, mas será que isso não é sonhar demais? Que seja, todos tem suas manias, seus vícios, enfim, eu tenho os meus. Eu tenho mania de amar o que está longe, mania de ver minha vida como se fosse um filme - como se ainda fosse ter um final feliz -, mania de ter medo de tudo, de falar o que eu sinto e de perder o que foi mais difícil de achar. Mania de pensar no que já fiz e repetir tudo, mesmo que me arrependa. Tenho essas manias que me corroem e que por vezes me impedem de seguir em frente, me deixam estacada em um ponto qualquer esperando tudo se ajeitar ou se desfazer, como em um passe de mágica. Eu tenho dessas manias inconsequentes de ter medo de tudo, tenho um medo bobo de me arriscar – para falar bem a verdade -, acho que é por isso que cravo tanto a ideia de um final feliz, de um conto de fadas, de um roteiro decorado; tenho um medo plausível de as coisas não acontecerem como eu quero, e me engano pensando em tanta coisa, tanta coisa que não sei se os outros se preocupam. Quero me firmar na mania de procurar alguém que me tire desse transe adolescente e quebre essa postura infantil, e me mostre que a vida é bem mais do que pensar e raciocinar, é fazer valer a pena o que sentimos, é viver sem reprimir vontades. Quero ter a mania de viver intensamente como se nada nem ninguém importasse.
Escrito por Samara, Victoria, Jasmyne e Paula em Julieta-s.  (via epica-solidao)
Mulher de ferro. Me enganei mais uma vez. Logo eu que falei que não iria mais acreditar nesse tal de amor, nesse tal de gostar. Caí na sua laia, caí no seu romantismo, caí no seu chamego, caí no seu cavalheirismo. Bem provável que se eu contasse como você é, todas iriam me matar por ainda não estar com você de verdade, mas o que eu posso fazer se era eu que tinha um pé atrás comigo mesma? Você não é o cara perfeito, não tem uma mansão ou uma Ferrari, mas tem o melhor coração que já vi. Pois é, você tem o dom de tirar sorrisos bobos de mim, por mais que eu me faça de durona para você, sou manteiga derretida. Falo sério quando digo que estou caindo mesmo na sua. Posso não te amar e posso até não falar que sou aquela que você sempre quis, mas posso dizer que você foi me conquistando com o tempo, com o seu jeitinho encantador, com a sua voz aveludada, com o seu chamego numa manhã nublada. Eu me apeguei a você. Cometi o crime de querer você. E agora? O que vai ser? Será que vai ser mais um pulo no abismo ou vai ser um pulo no paraíso? Não quero me precipitar, por isso mesmo que quero me afastar, não me entenda mal, não é que eu não te queira aqui, mas faço isso para salvar meu coração. Compreenda, meu bem, o sofrimento me atingiu várias vezes, e agora, só quero ter a paz seja ela onde estiver. Só assim te peço que se for para ficar, fique! Mas se não quer, por favor, vai embora antes que o amor bata em minha porta novamente e eu acabe despedaçada como sempre.
Será que essa é a nossa chance? - Marcela Baldez  (via epica-solidao)
Sabe a tua companhia? Então, ela é a melhor do mundo. Sei que muitas vezes brigamos feito duas crianças, mas ainda sim cada minuto ao teu lado é inesquecível. Eu não troco um minuto ao lado teu, por saidinhas, festas, praia, piscina ou qualquer outra coisa similar. Por que, nada te substitui, nada se compara a você. Eu te quero 24 horas por dia e ainda é pouco, muito pouco.
Cola em mim pra nunca mais soltar.  (via manuscrite)

(Fonte: docementesua)

De quem e de que, de fato, posso dizer “conheço isso?” Este coração, em mim, posso experimentá-lo e julgo que ele existe. Este mundo, posso tocá-lo e julgo ainda que ele existe. Para aí toda a minha ciência, o resto é construção. Porque, se tento agarrar este eu de que me apodero, se tento defini-lo e sintetizá-lo, ele não é mais do que uma água que corre entre meus dedos. Posso desenhar um por um todos os rostos que ele sabe usar, todos aqueles também que lhe foram dados, essa educação, essa origem, esse ardor ou esses silêncios, essa grandeza ou essa mesquinhez. Mas não se adicionam rostos. Até este coração que é o meu continuará sendo sempre, para mim, indefinível. Entre a certeza que tenho da minha existência e o conteúdo que tento dar a essa segurança, o fosso jamais será preenchido. Serei para sempre um estranho diante de mim mesmo.
Albert Camus. (via recomendar)
We make Tumblr themes